Os futuros sociólogos


Imaginar o mundo a partir da sociologia nos faz ver que é ainda mais complexo as relações da humanidade, olhar a partir da antropologia nos faz crer que estamos quase sempre vendo as pessoas de forma equivocada, mas para chegar a esse entendimento entre as ciências é necessário dedicar-se mesmo a filosofia.
Nesse contexto o curso de ciências sociais faz um bem danado, juntando tudo isso da uma boa noção das ciências políticas e daí pra frente é adotar seus métodos e conceitos e partir para pratica. Mas o que me incomoda é que há ainda pessoas que não compreendem o porquê das ciências que tratam de estudar a humanidade a partir das suas relações políticas, culturais, econômicas e sociais.
Isso causa frustração, não estamos ali para alimentar nosso ego e virarmos pseudo-s intelectuais, estamos ali para adquirir conhecimentos que nos subsidie para as investidas que são atribuídas ao cientista social.
Mas vamos indo pra frente, quem sabe um dia chegaremos a compreensão. Aliás, quem nos financia é o povo, será justo devolver ao próprio povo tudo o que pagam para proporcionar para uma minoria um bem que apesar de público, quase nunca têm direito.

Esqueço até de mim, de você não




E é assim que vou vivendo, esquecendo de tanta coisa, mas de você, não, horas boas e ruins, dias vão e dias vêem, mas de você nunca esqueço.

Que o nosso brinde seja somente mais um, considerando que muitos outros existirão. Gosto de você demais da conta, e que sejamos muito felizes.

É costumeiro esquecer coisas básicas diante da rotina do tempo que nos faz viver em uma verdadeira maratona. Somos tão distraídos que não percebemos os detalhes tão visíveis diante de nós. Deixamos de reparar no esmalte novo, no cabelo diferente, na roupa que acabou de vestir. 

Esquecemos de dizer bom dia, boa noite e até o quanto alguém é especial para nós.

Esquecemos a carteira em casa, a chave dentro do carro, o documento na bolsa da namorada, não lembramos de levar o cartão, de apagar a luz. É, somos capazes de esquecer muitos detalhes que somados dariam uma longa história.

Mas percebam que nunca esquecemos de alguém cujo o nosso sentimento é superior a nossa capacidade de estar distraído, alguém que ocupa nossa cabeça já muito confusa pelo tanto de coisas que tem de solucionar, pessoas que fazem parte de tudo nas nossas vidas, menos do esquecimento.

Por esses dois anos oficiais e por mais um pouco, sou grato por tudo e por tanto, mas serei ainda mais pelo que virá.

Um tanto assim de beijos pra você Samy Andrade, pela companhia, paciência e afeto, oferecidos a mim com a dedicação, de quem é indubitavelmente amável e merecedora de muita felicidade.

Foi assim que tudo começou

video

É do meio do povo que vem a nossa força


O feriado foi muito bom. Nada como contribuir com um projeto que tem como grande obra o bem das pessoas, voltei das atividades do mandato popular com muito mais disposição para defender as bandeiras históricas da luta do povo.
Ver as pessoas compartilhar sua cultura e resgatar seus ritos é muito gratificante, pude ver de perto o que o nosso povo faz no dia a dia, dedicando suas vidas pelo bem comum.
Vamos seguir firmes e cada vez mais encorajados.

ENTREVISTA COM GERALDO VANDRÉ

GERALDO VANDRÉ QUEBRA O SILÊNCIO APÓS 37 ANOS E FALA DA DITADURA
Encontrei essa boa entrevista feita pela globo news com o Vandré, autor de belíssimas canções que embalaram os festivais de música na década de 60. A impressão que fica é de um grande talento amargurado e ainda sob efeito da brutalidade da ditadura militar.



Uma boa surpresa


O motivo de tamanha satisfação foi o lançamento do portal da escola nacional de formação do Partido dos Trabalhadores. Esse fato ainda é uma demonstração que o PT pode retomar os bons tempos, onde formava seus militantes e os preparavam para todos os enfrentamentos necessários.

Continuemos a lutar por um PT democrático, socialista e de massas, capaz de dialogar com o conjunto do povo brasileiro, além de contribuir para alavancar a motivação da esquerda mundial, dando com isso passos mais firmes para apontar para outra forma de organização da sociedade.

De volta aos cometários e inquietações!


Resolvi retomar minha vida de blogueiro, isso porque a dinâmica da vida cotidiana exige de nós muitas reflexões e por conseqüência necessidade de expressar a opinião que colhemos dos diversos acontecimentos que envolvem nossa vivencia.

Nesse aspecto decidi reorganizar um espaço de opinião mais pessoal, onde possa comentar mais livremente minhas inquietações, desde as experiências acadêmicas até os temas mais amplos, observando os aspectos políticos, culturais, econômicos e sociais.

Enfim, pra começo de conversa é isso. Espero encontrar muita inspiração para exercer minha criticidade sempre pensando em contribuir com as transformações necessárias para que possamos ter uma vida melhor e um mundo mais justo.